segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Projeto nº 04 - Bougainville

Amigos e curiosos, boa noite.

Trago hoje o último projeto que estou desenvolvendo para apresentar-lhes, trata-se do meu primeiro Yamadori (O que é ?). Essa planta foi retirada do jardim de minha mãe, após passar alguns bons meses foiçada pela metade para limpeza da fachada de sua casa. Não tenho fotos de como era, pois há tempos não visita-a e quando cheguei já encontrei desta forma.

Essa bougainville possui uns bons 10 anos de plantada em quintal, contudo, quando a extraí, me surpreendi com a pequena quantidade de raízes de alimentação, quase nenhuma.


Procedi uma poda radical de raízes para coloca-la numa bacia grande e rezar, mas rezar muito para que sobrevisse, afinal, o primeiro yamadori pode não dar muito certo. Fiquei muito inseguro se retirei quantidade suficiente ou demais das raízes.

A seguir como ficou transplantada para a bacia com substrato 50% terra do jardim e onde veio, e os outros 50% uma mistura de areia grossa e caco de telha.


Quando plantada no chão, a mesma não tinha essa inclinação para a direita, que foi necessária para sua acomodação da melhor forma possível na bacia. Após deixa-la repousando por uns bons dias, imaginei se não era possível tentar desenvolver o estilo Shakan como modelo abaixo:




Exatos 30 dias após o yamadori, a bouga começa a dar sinais de recuperação com o crescimento do único ramo da parte superior e pequenos brotos mais abaixo do lado oposto. Sendo o suficiente para me alegrar quanto ao possível sucesso da técnica.



Após consultar alguns colegas pela Net, fiquei sabendo que poderia proceder a poda aérea radical, deixando tão somente, aproximadamente 30 cm de planta, a partir da base, contudo, com muita insegurança e ainda aprendendo a cada movimento, preferi apenas transplanta-la e deixar recupera-la. 

Até porque os colegas me orientaram a deixar crescer, pois como possui pouco sistema radicular periférico, o desenvolvimento dos ramos superiores ajudará o desenvolvimento da raízes também.

Aproximadamente 20 dias após as fotos acima, vejam como se desenvolveu satisfatoriamente, especialmente por estarmos ao fim do verão.
Detalhe daquele pequeno brotinho vermelho que se desenvolveu.

Vejam na foto acima, para minha imensa felicidade a brotação ao pé da base. Sintoma de boas possibilidades. Segundo os colegas internautas, a melhor época para uma pode drástica e radical será ao fim do inverno, por volta de Agosto. Até lá atualizarei a brotação sempre que possível.

3 comentários:

  1. Oi Bruno! Como está a plantinha hoje?
    Abs
    Valeuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como vai?
      Estou enfrentando muitas dificuldades com elas ainda.
      Não encontrei o ponto certo para explodir as raízes. estão com ramificações muito tímidas...
      Assim que der, trago novidades com novo post ok?
      Abs

      Excluir